Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Eldorado do Sul - RS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Eldorado do Sul - RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Twitter
Rede Social Spotify
Rede Social TikTok
Rede Social WhatsApp
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
25
25 SET 2022
SAÚDE
ELDORADO DO SUL CONFIRMA O PRIMEIRO CASO DE MONKEYPOX
enviar para um amigo
receba notícias
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Eldorado do Sul confirmou, neste domingo (25), a primeira transmissão comunitária da varíola dos macacos (Monkeypox) na cidade. A comprovação ocorreu após resultado positivo de exame PCR realizado pelo Laboratório Central do Estado. A transmissão é considerada comunitária quando não é possível rastrear a origem da infecção.

O caso positivo  trata-se de um morador residente no bairro Parque Eldorado  que está bem e sendo acompanhado/monitorado pela Unidade de Saúde do bairro. O Município já realizou 3 notificações de  casos suspeitos de Monkeypox, sendo 2 com resultados negativos e 1 positivo.

Os principais sintomas da doença são erupção cutânea (lesões, bolhas, crostas) em diferentes formas. Podem afetar todo o corpo, incluindo rosto, palmas e plantas e órgãos genitais. Também podem ocorrer febre, dor de cabeça, inchaço dos gânglios linfáticos, dor nas costas, dores musculares e falta de energia.

Em caso de suspeita ou confirmação de infecção por Monkeypox, recomenda-se buscar atendimento na unidade de saúde mais próxima, com isolamento durante todo o período indicado pelo profissional de saúde, que pode variar de 6 a 16 dias, podendo chegar a 21 dias. Além dos cuidados com o contato, também é indicada a precaução contra gotículas respiratórias, por meio do uso de máscaras adequadas.
Fonte: Assessoria de Comunicação (Ascom)
Autor: Olívia Falcão - Ascom
Seta
Versão do Sistema: 3.3.8 - 08/11/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia